Tal qual um vinho, Invader melhora com o passar dos anos

Todo bom enólogo – e não falo do animal do Haras Sweet Dani – sabe que um vinho melhora com o passar dos anos. No turfe carioca, temos a oportunidade de ver um cavalo tornar-se ainda mais eficiente e produtivo, mesmo com a troca de idade.

Um dos melhores milheiros em ação no turfe brasileiro, o castanho Invader, treinado por Roberto Solanés, aparece como sério candidato ao Grande Prêmio Presidente da República (GI), uma das principais carreiras do Festival do GP Brasil 2018.

Aos 3 anos, no ano de 2016, o defensor do Stud Estelinha venceu a milha que em todos os anos antecede o Brasil, principal páreo do turfe nacional, com uma belíssima atropelada, escrevendo seu nome ao lado de corredores fantásticos como Derek, Heracleon, Redattore, Olympic Election, Too Friendly, Plenty Of Kicks…

Em 2017, um percurso atribulado acabou lhe rendendo uma terceira colocação inesperada, pois apresentava-se como um dos maiores favoritos da semana máxima carioca.

Agora, no auge dos seus 5 anos, com sete vitórias em 14 apresentações, Invader parece estar no ápice de sua forma e estado físico.

Em 12 de maio, mais uma vez, o filho de Red Rock Canyon e Naviraí por Know Heights, mostrou sua força e levou a melhor no Clássico Luiz Rigoni (L.), assinalando ótima marca, parando os cronômetros em 1min32s73.

Tal qual um bom Merlot, Invader chega forte e encorpado para o bicampeonato da milha internacional.

E que chegue logo o esperado 10 de junho…

Texto: Thiago Guedes

Fotos: Sylvio Rondinelli



Compartilhe com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *