Entenda como realizar corretamente a limpeza dos cavalos

Entenda como realizar corretamente a limpeza dos cavalos

A relação entre homem e cavalo é bastante antiga, tendo início nos povos nômades da Ásia central no século II a.C. Ao longo da evolução da humanidade, o animal teve um papel muito importante na construção de civilizações, transporte, agricultura e todo o processo de sobrevivência e domínio do homem sobre a natureza.

É por isso que, desde sempre, sabemos que os equinos precisam de alguns cuidados para poderem desempenhar suas funções plenamente. Dentre esses cuidados está a limpeza dos cavalos, que deve ser feita com destreza, técnica e detalhismo.

Quer saber como realizar de forma correta esse procedimento? Continue a leitura!

Por que os cavalos precisam de limpeza constante?

Muitas pessoas acreditam que higienizar os cavalos constantemente é exagero e perda de tempo, já que a maioria dos animais faz sua própria auto-higienização na natureza.

No entanto, é preciso observar que esses cavalos não estão em seu habitat e, quando utilizados para equitação e esporte (como no turfe, por exemplo), tendem a acumular muito mais detrito e sujeira.

Muitos especialistas alertam que a limpeza do animal é muito mais questão de saúde do que de aparência, já que grandes acumulações de impurezas (principalmente nas partes íntimas) podem provocar doenças sérias como tumores tanto benignos quanto malignos.

Essa atenção deve ser redobrada com cavalos utilizados para reprodução com o objetivo de dar continuidade a determinados tipos de raça ou cavalos puro-sangue. As éguas, inclusive, devem receber ainda mais cuidados, já que sua região íntima é mais propensa a desenvolver bactérias ou organismos danosos à saúde.

O que deve conter um kit de limpeza para cavalos?

Assim como nós precisamos utilizar alguns utensílios na hora do banho (shampoo, condicionador, sabonete etc.), os cavalos também necessitam de alguns itens básicos para sua higienização. Confira quais são eles:

  • escova com cerdas de nylon: utilizada para limpar o casco do cavalo. Geralmente tem pontas de ferro;
  • cardoa: escova de piaçava para pentear a cauda do cavalo;
  • brussa: escova para limpar o pelo do animal;
  • amaciador de crina: líquido limpante geralmente contendo vitamina B5 para dar brilho e filtro solar para impedir que os pelos embranqueçam;
  • unto para cascos: líquido para hidratar e dar flexibilidade ao casco. Evitar aqueles que contêm derivados de petróleo em sua composição;
  • pincel para unto: utilizado para passar o unto no casco do cavalo;
  • almofaça: instrumento de metal utilizado para limpar as sujeiras que se aderem aos pelos dos cavalos;
  • shampoo: líquido limpante próprio para lavar cavalos. Preferir aqueles que contêm citronela, a fim de espantar insetos;
  • condicionador: líquido hidratante próprio para dar brilho e toque sedoso à pelagem do animal;
  • rodo raspador de água com hastes de metal: usado para retirar o excesso de água e suor do cavalo;
  • luva para banho: utilizada para passar shampoo ou condicionador no animal;
  • luva de couro: utilizada para acarinhar o animal e dar brilho ao pelo após o banho.

Quais são os procedimentos de limpeza dos cavalos?

Agora que você já sabe todos os itens necessários para fazer a limpeza desses animais, entenda por qual parte deve-se começar e terminar e como fazer essa higienização.

Primeiro passo: a limpeza do casco

O tratador deve ficar ao lado dos membros do animal, tomando sempre muito cuidado para não se machucar com possíveis coices. Para que isso não ocorra, ele deve passar a mão nas patas como um sinal para que o animal as levante. Nunca se deve levantar os membros do cavalo sem que este tenha dado “permissão“.

Feito isso, o tratador deve limpar o casco do cavalo com a escova de cerdas de nylon e ponta de ferro sempre na direção contrária ao vértice da ranilha. Depois, deve-se pegar o pincel e passar o unto em todo o casco.

Segundo passo: a limpeza de membros e pelos

A direção da limpeza deve ser sempre de cima para baixo e de frente para trás, utilizando a almofaça e a brussa. A primeira deve ser passada em movimentos longos e circulares e a segunda com movimentos curtos e de cima para baixo.

Depois disso, o trator deve pegar a cardoa e passar na pelagem do animal de frente para trás. Não se deve fazer muita pressão, a fim de evitar lesões na pele do animal (atente-se às áreas com mais ossos, pois elas costumam ser mais sensíveis).

Terceiro passo: a limpeza da crina e cauda

Primeiro, deve-se passar a cardoa para tirar todos os detritos acumulados nessa área. Depois, o amaciador deve ser passado por toda a crina do animal, desembaraçando delicadamente os pelos.

O indicado é sempre começar pela parte de baixo até chegar ao topo, de forma que não caiam muitos pelos.

Quarto passo: a hora do banho

Antes de optar por dar um banho completo, verifique as condições meteorológicas do dia para garantir o conforto térmico do animal. Depois, com uma mangueira de pressão leve a moderada, molhe todo o corpo do cavalo menos o focinho e os olhos, que devem ser umedecidos apenas com uma esponja.

Após esse processo, deve-se umedecer a luva para banho, colocar um pouco de shampoo na superfície e depois passá-la no animal fazendo movimentos leves e circulares. Repita esse mesmo procedimento com o condicionador, certificando-se de desembaraçar toda a pelagem.

Ao final, molhe novamente o cavalo para enxaguá-lo e depois passe o rodo raspador para retirar todo o excesso de água do corpo do animal.

Quinto e último passo: o relaxamento

Depois de ter terminado todos esses processos, os especialistas aconselham o tratador a massagear o animal com a luva de couro, com a finalidade de promover uma sensação de relaxamento e estreitar os laços com o equino.

Como visto, fazer a limpeza dos cavalos não é algo tão simples e exige técnica e conhecimento por parte do tratador, além da necessidade de adquirir produtos específicos e de qualidade para garantir o bem-estar do animal.

E então, gostou das dicas sobre a higienização dos equinos? Aproveite a visita e veja algumas curiosidades sobre jóqueis, hipódromos, cavalos e tudo o que mais envolve o universo de corridas hípicas!



Compartilhe com seus amigos