Lamartine tem futuro indefinido

Confirmando inteiramente todas as expectativas de sua equipe – e dos apostadores, já que foi eleito favorito da prova – Lamartine voltou a esbanjar categoria na raia ao vencer os 2.000 metros, grama, do GP Linneo de Paula Machado (GI), o Grande Criterium.

Com apenas três anos e cinco atuações, o filho de Shanghai Bobby e Dica, por Ghadeer, já soma três vitórias, duas de Grupo 1, e duas colocações, também em provas graduadas.

Ainda em clima de comemoração, após a conquista do último sábado, o treinador Luiz Esteves revelou a intenção de inscrever o potro nos 2.400 metros, grama, do GP Carlos Pellegrini. A principal carreira do turfe argentino e uma das maiores do turfe sul-americano, tradicionalmente é disputada no início de dezembro, no Hipódromo de San Isidro, em Buenos Aires.

Porém, a trajetória de sucesso que Lamartine vem trilhando por aqui já começa a chamar atenção de investidores de fora. O Stud Eternamente Rio, proprietário e criador do potro, está “avaliando algumas propostas” e a venda do animal “parece estar cada vez mais perto”. Seu destino mais provável é o turfe norte americano.

Lamartine é muito bom e ainda está amadurecendo. Em carreira, como um potro de poucas atuações, parece ainda meio “verde”. Ou seja, a tendência é evoluir. Vamos aguardar, mas tudo indica que conquistar o Hipódromo da Gávea foi apenas o primeiro passo de uma campanha de sucesso.

Por Celson Afonso

Fotos: Sylvio Rondinelli



Compartilhe com seus amigos