Hipódromos internacionais: conheça os 7 principais

hipódromos internacionais

Além de conhecer as características de cada cavalo e também dos jóqueis, os apaixonados por turfe sabem bem quais são as melhores competições do mundo e as mais atrativas do ponto de vista financeiro.

Afinal, cada corrida tem as suas peculiaridades e reúne competidores dos quatro cantos do mundo. Para você ficar por dentro dos principais hipódromos internacionais, selecionamos, neste post, sete pistas (e mais alguns bônus) que merecem o seu respeito. Confira!

1. Ascot, Reino Unido

O Ascot é o principal hipódromo do Reino Unido e tem um prestígio pelo seu tradicionalismo. A primeira corrida de cavalos aconteceu no dia 17 de agosto de 1711, após a fundação receber o aval da rainha Anne.

Passados mais de 300 anos, o local, situado na cidade de Berkshire, abriga 20 provas anualmente, inclusive com obstáculos. Trata-se do primeiro hipódromo da Europa a atingir o marco de 500.000 pessoas.

A pista chama-se Ascot Racecourse e é palco do principal evento do Reino Unido, o Royal Ascot, que conta, inclusive, com a presença da rainha Elisabeth II em sua abertura. É o maior atrativo do calendário social britânico, recebendo autoridades e celebridades do mundo todo com seus trajes impecáveis.

O complexo recebe 300 mil pessoas nos cinco dias do Royal Ascot. A grandiosidade do hipódromo é demonstrada pelos números: 400 helicópteros e 1000 limusines chegam ao local somente para o evento mais popular.

Na edição de 2017, 120 mil tweets foram registrados, houve mais de 926 mil visualizações dos vídeos nas redes sociais e 30 mil pessoas baixaram o aplicativo gratuito do Ascot. A corrida foi transmitida para 175 países em um alcance de 65 milhões de lares.

2. Longchamp, França

Situado em Paris, o hipódromo fica em uma área de 57 alqueires, no Bois de Boulogne, um grande parque público. Após ficar sem reparos desde 1925, passou por uma reconstrução e, hoje, é um dos locais mais modernos da Europa para receber corridas de cavalos.

A obra contou com o talento do arquiteto Dominique Perrault, que venceu o concurso internacional lançado em 2011.

O hipódromo é sede da principal prova de galope do turfe francês, o Grande Prêmio Arco do Triunfo, e homenageia o monumento construído em comemoração às vitórias militares de Napoleão Bonaparte. No período em que a reforma acontecia, nos anos de 2016 e 2017, a competição foi realizada no Hipódromo de Chantilly.

Com a reforma e toda a reestruturação, Longchamp conta com locais surpreendentes para a plateia assistir às corridas, com uma visão de 360 graus.

A tribuna foi inspirada em um cavalo puro-sangue a galope e o hipódromo se preocupou com as questões ambientais. Os espaços com gramados foram triplicados e houve o plantio de mais de 600 árvores.

3. Vincennes, França

Conhecido como o Maracanã do trote francês, o hipódromo foi inaugurado em 1863 e também fica na capital, Paris. O local conta com mais de 153 reuniões anuais e tem capacidade para abrigar 35 mil pessoas. Dez anos após a inauguração, o local já recebia 100 mil pessoas em suas provas.

Apesar de ter sofrido prejuízos ao longo da Guerra Franco-Germânica, no final do século XIX, o Hipódromo se reergueu e, desde 1906, faz parte da temporada de inverno Paris-Vincennes, com provas de novembro a março, com boa presença de público.

A principal prova é o Grand Prix D’Amérique, criada em 1920, após a Primeira Guerra Mundial. A primeira prova reuniu 14 competidores e foi batizado com o nome em homenagem aos aliados. Atualmente, ela tem uma premiação de 1.000.000 de euros, atraindo corredores de vários países.  

No período de 1976 a 1983, o local passou por novas reformas e se adaptou para oferecer mais comodidade tanto aos visitantes quanto aos turfistas. O espaço conta com restaurantes panorâmicos, uma vista privilegiada e um amplo espaço de 42 hectares.

4. Churchill Downs, Estados Unidos

O hipódromo fica na cidade de Louisville, no estado de Kentucky, e recebe três eventos de grande porte no período da primavera norte-americana e, também, no outono.

Churchill Downs sempre abriga provas com cavalos puro-sangue inglês e foi fundado em 1875. A construção foi influenciada pelo Coronel Meriwether Lewis Clark, que voltou maravilhado da Inglaterra após presenciar uma corrida.

Os principais eventos do calendário são Kentucky Derby, Kentucky Oaks e Clark Handicap. No entanto, é o Kentucky Derby a prova mais tradicional, reunindo milhares de pessoas para assistir a primeira disputa da Tríplice Coroa americana.

5. Belmont Park, Estados Unidos

Localizado em Elmont, no condado de Queens, nos limites de Nova Iorque, o hipódromo é palco da famosa corrida Belmont Stakes ou Test of the Champion. Trata-se da terceira prova da tríplice coroa americana.

O local se divide em duas temporadas ao longo do ano — a de primavera-verão e a de outono. O Belmont Park teve a construção liderada por August Belmont e pelo ex-secretário da Marinha William C. Whitney.

Fundada no dia 4 de maio de 1905, a pista chegou a atrair mais de 40 mil pessoas no lançamento e, após sofrer danos estruturais por conta do tempo, acabou sendo reformada em 1963, sendo reaberta em 1968.

6. Saratoga, Estados Unidos

Este hipódromo é um dos mais antigos dos Estados Unidos e fica na pitoresca cidade de Saratoga Springs, situada próxima a Nova Iorque.

Com mais de 150 anos de história, é uma das melhores pistas do mundo e reúne espectadores atentos à performance de cada cavalo. O local tem uma capacidade para 50 mil pessoas e foi inaugurado em 1863.

Anualmente, são realizadas 15 corridas do grupo principal (G1) e doze de Grupo 2, ou seja, boas competições é o que não falta no Hipódromo de Saratoga.

7. Gulfstream, Estados Unidos

Com corridas realizadas na grama desde 1959, o Hipódromo tem como destaque o Derby da Flórida e a Pegasus World Cup.

Além da pista de corrida, existe, no local, um cassino, atraindo apostadores de todo o mundo. Inaugurado em 1939, o hipódromo também abriga diversos eventos de entretenimento e conta com uma excelente infraestrutura para acomodar os visitantes.

Bônus: Austrália, Hong Kong e Dubai

Entre os principais hipódromos internacionais, não podemos deixar de lado o de Meydan, em Dubai, que abriga, ainda, um museu de corridas de cavalos e a mais longa arquibancada do mundo. Ela chega a quase dois quilômetros de extensão.

As instalações são altamente luxuosas e contam com restaurantes com cardápios impecáveis. Mas o que mais chama a atenção é a maior premiação do mundo do turfe: 10 milhões de dólares ao cavalo vencedor!

Já o Flemington Racecourse integra a Lista do Patrimônio Nacional Australiano e sedia a Copa Melbourne desde 1861. O hipódromo é famoso e também abriga eventos diversos no ramo de entretenimento ao longo do ano.

Em Hong Kong, o Happy Valley Racecourse fica ao lado de serras e foi devidamente estudado em uma moderna arena em Conghua. O local faz parte do Jockey Club do país e desponta como exemplo para outras nações.

Depois de ler este post, que tal se animar para apostar nos hipódromos internacionais? Leia nosso outro post sobre o assunto e saiba como começar!

Compartilhe com seus amigos