É turfista de carteirinha? Saiba mais sobre o Grande Prêmio Bento Gonçalves!

Está chegando a 110ª edição do Grande Prêmio Bento Gonçalves, o principal prêmio do Rio Grande do Sul. O evento, tão aguardado pelos turfistas de carteirinha, acontecerá nos dias 19 e 20 de outubro, no Hipódromo do Cristal.

A prova é considerada a principal em pista de areia, com cavalos puro sangue inglês, no circuito brasileiro. O Jockey Club do Rio Grande do Sul é responsável pela festa, que atrai muitas famílias ao hipódromo.

E você? Conhece a história desse grande prêmio? Então, continue lendo o post e faça as suas apostas, pois o evento promete grandes emoções!

Conheça a história do Grande Prêmio Bento Gonçalves

O Grande Prêmio Bento Gonçalves começou a ser realizado em 1909, no Prado Rio Grandense, no bairro Menino Deus. A organização era da Associação Protetora do Turfe.

A primeira edição foi vencida pelo uruguaio Aguapehy, que foi montado pelo jóquei Adalberto Soares. Em sua segunda edição, a prova foi transferida para o Moinho de Vento, onde o cavalo francês importado Pharamond, filho de Vancoulers, saiu-se vitorioso, sendo conduzido pelo jóquei Antenor Abreu.

O primeiro cavalo brasileiro a vencer a prova só apareceu em 1927, quando Chrysanthemo levou a melhor no páreo principal. O animal já nasceu com dote de campeão, tendo em vista que era filho do norte-americano importado Dreadnought, segundo colocado na corrida de 1919.

Conheça o hipódromo da prova

Hipódromo do Cristal está localizado às margens do Rio Guaíba, no bairro Cristal, em Porto Alegre. Conta com duas pistas de areia de altíssimo nível e totalmente modernas. A interna tem 1.512 metros e a externa, 1.700 metros.

A obra levou dez anos para ser concluída, exigindo o aterro de uma parte do rio. Desenhados pelo arquiteto uruguaio Roman Fresnedo Siri, os prédios oferecem acomodações excelentes aos turfistas e familiares, com arquibancadas de frente para a pista em três pavilhões.

O da direita é o popular, enquanto o central ou o social é destinado aos sócios do Jóquei Club, presidido por José Vecchio Filho, e aos jogadores mais tradicionais. O da esquerda é aberto ao público em geral e à imprensa.

Com área total de 59 hectares, somente a Vila Hípica do Hipódromo ocupa 18 hectares, com uma estrutura excelente para o treinamento dos jóqueis e cavalos. Portanto, trata-se de um local que merece a sua visita para essa prova de tamanha repercussão nacional.

Veja os primeiros campeões no Hipódromo do Cristal

Em 1959, a prova chegou ao Hipódromo do Cristal, sendo vencida pelo argentino Chaval, filho do inglês Tudor Castle. Ele teve como jóquei Antônio Ricardo, com o tempo de 198s 3/5 em 3.000 metros.

No entanto, o grande destaque foi o cavalo El Asteróide, de criação de Breno Caldas, levantando o tricampeonato de 1964 a 1966, sendo montado pelos jóqueis Albenzio Barroso e Oracy Cardoso.

Somente na década de 80, outro cavalo foi capaz de levantar três vezes consecutivas o título da Bento Gonçalves: Zirbo, filho de Egoísmo, correu mais do que todos em 1981, 1982 e 1983, sendo montado por Moacir Silveira, Edson Amorim e Holmes Freitas, respectivamente.

Outra curiosidade interessante é que a primeira joqueta a vencer na prova foi Josiane Goulart, montando Victory Is Ours, em 2013.

Ao longo dos anos, a principal prova do turfe riograndense foi se consolidando, além de ter várias modificações, como na distância percorrida. Em 1909, ela teve 2.100 metros. De 1910 a 1932, ela tinha 3.100 metros. Passou para 3.200 metros, de 1933 a 1958, e reduziu para 3.000 metros, de 1959 a 1971, passando para a atual distância de 2.400 metros.

Veja os favoritos para o Grande Prêmio Bento Gonçalves

Prever que cavalo e jóquei cruzarão primeiro a linha de chegada é uma tarefa quase impossível, mas existem estimativas baseadas nos últimos resultados. Com cerca de R$50 mil em prêmios mais bônus, os nove páreos terão, certamente, muitas surpresas, mas podemos afirmar que existem alguns favoritos.

Entre eles, o tordilho Namur, preparado por Clóvis Dutra, montado por Claudinei Farias. Outro cavalo é Bolt da Lagoa, assim como No Ar. Ilustre Senador, o último vencedor, segue sempre como favorito. Na lista, encontram-se ainda Leão de Prata, Olhar Mágico, Dom Itá, Hubli, First Mour e Magic Survivor.

Sendo uma prova muito tradicional no calendário turfista brasileiro, quem vence o Grande Prêmio Bento Gonçalves fica com um prestígio no meio das apostas, além de uma incrível valorização das próximas gerações. Trata-se de uma corrida hípica extremamente esperada por criadores, jóqueis e turfistas.

Fique por dentro do evento

Além das corridas em si, o Grande Prêmio Bento Gonçalves oferece outras atrações. Entre elas, podemos citar espaços destinados às crianças, locais para piqueniques, food trucks, restaurante, entre outros.

A entrada é gratuita e você pode acompanhar as corridas das arquibancadas do Hipódromo. Ou seja, você vai ver de perto a maior corrida em pista de areia do Brasil.

Encontre o meio de hospedagem ideal

Próximo ao Rio Guaíba, você encontrará hotéis de qualidades diferenciadas, podendo ser ideais para diferentes tipos de orçamentos. Os meios de hospedagem estão perto. Alguns, a 1,9 Km, outros a 5 Km, ou seja, opções não faltarão para que a sua viagem seja completa.

A dica é fazer uma reserva com antecedência, tendo em vista que o Grande Prêmio Bento Gonçalves atrai turfistas de todo o Brasil e até do exterior.

Após conhecer um pouco mais sobre a história do Grande Prêmio Bento Gonçalves, agora é fazer a mala e suas apostas. Afinal, trata-se de uma viagem que certamente ficará marcada em sua vida de turfista.

Certamente, boas histórias serão contadas após a experiência, com a certeza de que você esteve presente na principal prova do turfe do Rio Grande do Sul e uma das mais assediadas do Brasil.

Além do Grande Prêmio Bento Gonçalves, as corridas hípicas, tanto no Brasil quanto ao redor do mundo, proporcionam momentos únicos que podem ser desfrutados por amantes do esporte e por seus familiares. Portanto, não deixe de conhecer cada vez mais sobre o turfe e suas possibilidades.

E você, já esteve no Grande Prêmio Bento Gonçalves? Tem alguma dica para os turfistas que farão a viagem? Deixe aqui o seu comentário!

Compartilhe com seus amigos