Grand Prix d’Amérique 2018

A principal prova do trote atrelado mundial, o Grand Prix d’Amérique, foi disputada neste último domingo    (28/01/2018), na França. O páreo reuniu dezoito competidores de alto nível e revelou, na pista do Hipódromo de Paris Vincennes, os melhores nomes do trote internacional.

Como premiação, € 1.000.000,00 (hum milhão de euros de bolsa), sendo que o primeiro colocado levou 450.000,00 (quatrocentos e cinquenta mil euros de bolsa). E claro que todas as atenções estavam voltadas para Bold Eagle, afinal era a grande estrela do dia. Porém, mais uma vez, finalizou apenas na segunda colocação, como em suas últimas apresentações. Dá uma olhada nas provas que ele participou recentemente e ficou em segundo: Grand Prix Bourbonnais, Grand Prix Bourgogne, Grand Prix de Belgique e o próprio Grand Prix d’Amérique, que teve como ganhador este ano o irmão Readly Express, na condução de Bjorn Goop. Foi mais uma vitória de um filho do garanhão Ready Cash. Inclusive, o ex-campeão já conquistou duas vezes o Prêmio, nos anos de 2011 e 2012 , como Bold Eagle que brilhou em 2016 e 2017 e dessa vez formou a dupla. Agora, chegou a hora de Readly Express ser o vencedor de 2018.

 

Readly Express, por ser um animal sueco, teve o início de sua campanha em hipódromos em sua terra natal e em sua trajetória, sempre foi visto como um cavalo diferenciado. Olha o resultado. Ele tem, até hoje, vinte e cinco apresentações, sendo vinte e uma vitórias, três segundos lugares e um terceiro.  Foi levado ao Hipódromo de Paris Vincennes, onde estreou vencendo em um páreo de Quinté, uma prova que normalmente é bem forte. Rapidamente, foi encaminhado a esfera clássica, Encarou uma das seletivas do Grand Prix d’Amérique , o Grand Prix Belgique, já sendo a segunda força do páreo. Naquela oportunidade, finalizou na terceira colocação e o destaque ficou para Bird Parker que surpreendeu a todos, passando na frente.

O craque sueco, com isso, foi classificado para o Amérique, pois os três primeiros colocados estavam automaticamente inscritos. A expectativa era grande, mais uma vez, por uma bela atuação e não foi diferente. Aparou o ataque de Bold Eagle, que parece não ter a mesma atropelada final de suas melhores apresentações. Em seguida, chegaram Propulsion, Bélina Josselyn (que foi segundo lugar em 2017) e Briac Dark fechou os cinco primeiros colocados e a ordem do Quinté do dia.

Readly Express, com certeza, chegou pra ficar e vamos ainda ouvir falar muito desse fantástico animal.

Texto: Diego Guedes

Fotos: Internet

Compartilhe com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *