Enable é bicampeã do Grande Prêmio Arco do Triunfo

O hipódromo de Paris Longchamp foi, mais uma vez, o palco da principal prova do galope francês: o Grande Prêmio Arco do Triunfo, prova disputada em 2400 metros, pista de grama, com 5 milhões de euros de premiação. Após passar por reformas, e a corrida ser disputada nos anos de 2016 e 2017 em Chantilly, a ‘casa do Arco’ voltou a receber, com um grande público, a importante disputa.

A edição de 2018 recebeu 19 inscrições e tinha como grande favorita a égua Enable, vencedora do Grande Prêmio Arco do Triunfo de 2017.  Treinada por John Gosden e conduzida por Lanfranco ‘Frankie’ Dettori, a pupila da Juddmonte Farms largava pela baliza 10.

Análise da corrida

Após a partida, o potro irlandês Nelson, foi lançado para a primeira colocação. Fazendo papel de faixa, já que era um dos cinco animais do treinador Aidan O’Brien na prova, seguido a dois corpo por seu companheiro de cocheira, Capri, enquanto Defoe estava logo a seguir. Enable, se posicionou na quinta colocação, próxima ao bloco da frente. Foram poucas alterações até a entrada da reta, quando Dettori passou para terceiro e foi dominando a prova com muita facilidade. Nos 300 finais, Enable fugiu e já parecia com a vitória assegurada, quando surgiu com grande ação a potranca Sea of Class, que após largar na baliza 19, correndo na última colocação com James Doyle, teve um percurso perfeito, mas não chegou a tempo de impedir o bicampeonato de Enable. Recuperando-se de um ano abaixo do padrão, o excelente corredor Cloth of Stars, da Godolphin, foi o terceiro, deixando Waldgeist, com um percurso muito infeliz, em quarto.

Com a vitória de Enable, Frankie Dettori conquistou o sexto Grande Prêmio Arco do Triunfo da sua carreira. Aos 48 anos, é considerado por muitos o melhor jóquei do mundo.

Enable, filha de Nathaniel e Concentric (Sadler’s Wells), é de criação e propriedade da Juddmonte Farms e chegou à sua nona vitória em dez corridas.

Fim de semana dos melhores

Além da linda vitória de Enable, o fim de semana de turfe foi incrível para os principais jóqueis do mundo. Considerados ídolos pelos amantes do esporte, além de Frankie Dettori, outros dois fenômenos das rédeas demonstraram toda sua categoria e experiência e venceram importantes compromissos.

Aqui no Brasil, no hipódromo da Gávea, foi disputado no sábado o Grande Prêmio Carlos Gilberto e Carlos Telles da Rocha Faria (GI), na distância dos 2000 metros, pista de grama. A prova recebeu sete competidoras e foi vencido por Touriga (Put it Back e Just Perfect, por Nugget Point), conduzida por Jorge Ricardo e treinada por Paulo S. de Deus (substituindo a Roberto Solanes).  Aos 57 anos, o recordista mundial de vitórias mostrou mais uma vez toda a classe e levantou mais uma taça aos olhos da sua plateia de fans.

Ainda no sábado, no hipódromo de Santa Anita Park, foi disputado o City of Hope Mile (GII), na distância dos 1600 metros, pista de grama, com bolsa de 200 mil dólares e nove competidores. A vitória ficou com o favorito Sharp Samurai (First Samurai e Secret Wish, por Street Cry), com uma direção milimétrica do lendário jóquei americano Gary Stevens. Aos 55 anos de idade, e após alguns encerramentos de carreira, o ‘mago’ segue brilhando nas corridas com suas direções sempre muito tranquilas e inesquecíveis.

Lanfranco Dettori, Jorge Ricardo e Gary Stevens.

“O esporte jamais existiria sem seus ídolos’

Compartilhe com seus amigos