Veja 8 curiosidades interessantes sobre a corrida de cavalo!

Veja 8 curiosidades interessantes sobre a corrida de cavalo!

As corridas de cavalos constituem um esporte muito antigo, com apreciadores em número cada vez maior. No entanto, existem diversas curiosidades sobre corridas de cavalos que muita gente desconhece.

Aspectos técnicos, legais ou práticas operacionais da atividade muitas vezes são interessantes e curiosas porque o turfe é um verdadeiro universo a parte.

Conhecer um pouco mais sobre os cavalos, os jóqueis e os hipódromos, por exemplo, são um acervo de novidades para o apostador iniciante. Continue a leitura e conheça oito curiosidades sobre corrida de cavalo!

1. Existe um código Nacional de Corridas

O Brasil possui um Código Nacional de Corridas (CNC), com origem no Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), por meio de sua Instrução Normativa SDC Nº 1, de 7 de março de 2012. Logo nos primeiros artigos, ele traz um excelente glossário da terminologia — são 80 termos — relacionada ao turfe.

Ao longo dos 204 artigos que compõem o código, são definidos o funcionamento e organização das disputas, o registro de animais, as apostas e tudo o que se refere às corridas de cavalos no Brasil. O código contém, ainda, regras de exames antidoping, comportamento do cavalo, partida e chegada etc.

Assim, as apostas em corridas de cavalos são perfeitamente legais no Brasil. Por sua vez, a modalidade esportiva vem crescendo no país e tornando-se cada vez mais popular.

2. O peso do jóquei tem muita importância

Como em vários outros esportes nos quais o peso do participante pode afetar o resultado da competição, o peso dos jóqueis tem grande importância no turfe. Assim, a pesagem dos competidores é feita antes e depois da corrida.

Os profissionais das corridas costumam ser de baixa estatura (próximo a 1,60 m de altura) e baixo peso (em torno de 50 quilos). Cada país define os seus limites, que às vezes são alterados.

Quando um jóquei está abaixo do peso que deveria apresentar, peças de chumbo devem ser acrescentadas ao uniforme para manter-se na faixa aceitável dos demais competidores. Por outro lado, jóqueis acima do peso precisam perder algum peso, o que se faz com algumas horas de sauna, no próprio hipódromo.

3. Nesse esporte, também existe a Tríplice Coroa

A Tríplice Coroa, em vários esportes, é uma espécie de honraria conquistada apenas se houver a conquista de 3 importantes títulos na mesma temporada. No futebol, por exemplo, apenas 9 clubes brasileiros conquistaram o prêmio.

No caso do turfe, um cavalo pode ser o detentor da tríplice coroa sem que ele tenha sido guiado pelo mesmo jóquei. Portanto, não é necessariamente uma honraria da equipe.

Nas corridas, as vitórias precisam ser alcançadas pelo mesmo cavalo, em 3 provas pré-determinadas, aos 3 anos de idade do animal. No Brasil, existem Tríplices Coroas em 4 estados: Rio Grande do Sul (17 vencedores), Paraná (15 vencedores), São Paulo (10 vencedores) e Rio de Janeiro (12 vencedores).

Cada país implementa o seu prêmio, garantindo um lugar muito especial no pódio das três vitórias. Assim, receber a Tríplice Coroa é uma conquista que destaca para sempre os vencedores.

4. Cavalos de corrida têm aposentadoria

Um cavalo de corrida tem uma vida média entre 20 e 25 anos, mas inicia suas atividades a partir dos 2 ou 3 anos. De maneira geral, o cavalo corredor só compete até os 15 anos de idade, com raras exceções.

Desse modo, quando atinge a idade de parar, o animal sai das pistas, como se fosse sua aposentadoria. No entanto, isso não significa que estarão abandonados ou que serão considerados idosos.

Ao contrário, podem ir para haras particulares ou centros de reprodução, especialmente quando são capazes de transmitir sua genética de campeão. Além disso, hotéis-fazenda e unidades de equoterapia podem constituir o novo segmento de atuação dos animais.

5. Existem diversas raças competindo

No Brasil, o referido CNC qualifica os cavalos de corrida quanto à raça levando em conta apenas 4 delas:

No entanto, outras 3 raças podem ser consideradas entre aquelas com aptidão para a corrida:

Este último, com a característica especial de ser empregado na corrida de trote. Essa modalidade é praticada atrelada, fazendo uso de um sulky (espécie de charrete) ou montada. A França é o país líder em corridas de trote.

Todas as raças com aptidão para corridas de cavalos não se limitam a essa modalidade de esporte hípico. Cada uma possui características próprias que lhe confere capacidades de bons desempenhos em outras formas de esporte ou de trabalho.

6. As corridas movimentam bilhões de dólares

O mercado movimentado pelas corridas de cavalos em todo o mundo é muito grande. A estimativa é de que US$ 150 bilhões (mais de R$ 400 bilhões) por ano sejam mobilizados pelo segmento do turfe.

No Brasil, no ano de 2017 houve a movimentação de R$ 218 milhões, representando um crescimento de 16% em relação ao ano anterior. Essa tendência deve crescer, por conta das apostas via internet legalizadas no país.

As apostas online são o principal fator de crescimento das apostas no Brasil, que devem ser feitas apenas em casas credenciadas, online ou físicas. A facilidade que a internet traz também permite que apostas sejam feitas em competições internacionais.

7. O Brasil tem grandes e bons hipódromos

Os hipódromos, de maneira geral, são vinculados a Jockeys Clubs, como ocorre com outras modalidades esportivas. No Brasil, os principais são:

  • Hipódromo de Cidade Jardim, em São Paulo;
  • Hipódromo da Gávea, no Rio de Janeiro;
  • Hipódromo do Cristal, em Porto Alegre;
  • Hipódromo do Tarumã, em Curitiba;
  • Hipódromo da Tablada, em Pelotas;
  • Hipódromo da Madalena, em Recife.

Além desses, está sendo construído o Hipódromo Adelmar Cadar, em Belo Horizonte, seguindo o impulso de crescimento do esporte.

8. É possível assistir e apostar em corridas online

As apostas em corridas de cavalos, além dos pontos de aposta e dos hipódromos, também podem ser feitas pela internet. Com isso, existe a vantagem de poder acompanhar e participar de corridas praticadas em hipódromos de outros países.

Existem sites especializados onde a atividade pode ser praticada com toda segurança e totalmente dentro da legalidade. Para apostar, você deve se cadastrar em um site especializado e experiente, atuante no Brasil e parceiro de Jockeys Clubs nacionais.

Com essa seleção de curiosidades sobre corrida de cavalo, o esporte fica ainda mais interessante e você mais informado. E esse é um dos diferenciais do turfe. Ele é um esporte perfeito para quem gosta de acompanhar histórico de equipes, anotar resultados e estudar o desempenho do animal e do jóquei.

Gostou deste post? Então veja o calendário das principais corridas hípicas e escolha uma para ir assistir!



Compartilhe com seus amigos