Saiba o que define um cavalo de corrida de alta performance

cavalo de corrida de alta performance

O IBGE estima que existam 4,2 milhões de equinos no Brasil. A criação de cavalo de corrida de alta performance está entre os investimentos realizados nesse mercado.

Esportes equestres como o turfe exigem um trabalho especializado de formação e preparação de animais atletas e podem render altas premiações tanto para proprietários e criadores quanto para os apostadores.

As corridas de cavalos dependem do desenvolvimento de animais também de alto nível, além de proporcionar entretenimento para os apaixonados pelo esporte com as reuniões nos hipódromos nacionais e internacionais.

Neste post, você conhecerá as principais raças de animais utilizadas nas corridas, além de entender como funciona a criação de um campeão das pistas. Continue a leitura!

As principais raças de cavalo de corrida

Puro Sangue Inglês

Essa raça, como o nome sugere, é originária da Inglaterra e, atualmente, é a mais utilizada nas corridas brasileiras. O PSI surgiu do cruzamento de cavalos árabes, turcos, berberes e de outras regiões da Ásia e África com cavalos locais e é considerado um dos equinos mais rápidos do planeta.

O Puro Sangue pode chegar a até 1,80m de altura, mas os cavalos têm, em média, entre 1,62m e 1,67m de altura. Durante os últimos séculos, essa raça foi desenvolvida para ter uma melhor performance nas pistas, o que inclui músculos fortes, pescoço longo e olhos mais separados para aumentar o campo de visão.

Quarto de Milha

O Quarto de Milha surgiu nos Estados Unidos, no século XVII, sendo a primeira raça criada na América. Assim como o Puro Sangue Inglês, ela também tem em sua história a presença de genes de cavalos árabes e turcos, mas esses animais são menores e medem por volta de 1,52m e 1,62m de altura.

A principal característica do Quarto de Milha é o seu arranque, o que explica a sua grande velocidade em pequenas distâncias. Ele também é capaz de mudar rapidamente de direção e possui um pescoço em formato de pirâmide, com uma cabeça menor. É muito utilizado nas corridas americanas.

As características da criação de um cavalo de corrida de alta performance

Linhagem

A genética de um cavalo representa, pelo menos, um terço da sua habilidade e do seu sucesso nas pistas. Por isso, essa indústria movimenta milhões de reais com animais de carreira vitoriosa que, depois da sua aposentadoria, transformam-se em reprodutores para a geração de novos competidores.

Um dos principais garanhões brasileiros da atualidade é Redattore. São 737 filhos registrados no Studbook da Associação Brasileira da raça, sendo que mais de 500 correram pelo menos uma vez e quase 50% desses já ganharam uma prova. Uma cobertura do Redattore custa em média 5 mil reais com a prenhez confirmada. Ou seja, o valor é pago apenas se a égua realmente ficar prenha.

Outro exemplo é Bal a Bali, vendido para os Estados Unidos em 2014. Esse animal entrou recentemente para a reprodução e a sua cobertura com prenhez confirmada é vendida por 15 mil dólares, quase 56 mil reais.

Se a prenhez da fêmea é garantida, a qualidade da progênie, nem tanto. Isso porque a genética tem sua imprevisibilidade. São diversas combinações possíveis entre os pares de cromossomos do cavalo e da égua, ou seja, não há como prever o resultado, mesmo com o alto investimento.

Reprodução e nascimento

Em média, a gestação da égua demora 11 meses. Por isso, a chamada temporada de monta é realizada em datas próximas à planejada para o parto, que ocorre preferencialmente entre a primavera e o verão. No Brasil, setembro, outubro e novembro são os meses com mais partos.

Um garanhão é capaz de realizar duas montas em um mesmo dia (manhã e tarde) e até 80 montas em um ano, caso elas sejam dirigidas. Todo a gestação é assistida e o parto da égua é realizado da forma mais natural possível, para evitar problemas para o potro. Geralmente, elas não precisam de ajuda humana nesse processo.

Treinamento

Mesmo que o potro tenha uma filiação apropriada para as corridas, sem um bom treinamento não será possível transformá-lo em um cavalo vitorioso nos anos seguintes. Por isso, o desenvolvimento técnico do animal tem tanta importância quanto a genética.

Aos dois anos de idade, começa a doma no animal, quando ele aprende a responder aos comandos do piloto, como ir para a direita, para esquerda ou parar. Esse processo é fundamental para educar o cavalo e deixá-lo manso, o que permite o seu treinamento.

Posteriormente, os potros iniciam os galopes, geralmente em tiros curtos de até 800m. Essas atividades permitem entender em qual distância o equino tem resultados melhores e também o ajudam a entrar em forma, já que é comum o animal estar acima do peso nessa fase.

Os cuidados com os cavalos são realizados diariamente de segunda-feira até sábado, com folga aos domingos. No Jockey Club Brasileiro, o treinamento começa às 5h e vai até às 9h, para protegê-los do sol forte. Os exercícios incluem galope e natação. O público que chegar cedo ao hipódromo pode assistir aos treinos nas pistas de areia e grama.

Manejo

Assim como os seres humanos, os cavalos também são sensíveis e necessitam de um cuidado especial para renderem melhor nas provas. O responsável por cuidar do animal deve demonstrar afeto e não estressá-lo, o que pode gerar um comportamento ruim no futuro. Cavalos são animais sociáveis e gostam de companhia.

É preciso planejar corretamente o seu manejo, a fim de melhorar o seu desenvolvimento. Uma técnica bastante utilizada é a instalação de piquetes, que é o local onde o cavalo passa a maior parte do seu tempo após o treinamento. Lá, ele pode descansar e tem acesso a alimentos e água.

O manejo também tem relação direta com a alimentação. As necessidades de um potro e de um cavalo de corrida em período de competição são diferentes. O consumo de nutrientes é maior no segundo caso e diminui na sua aposentadoria, assim como a rotina muda quando o animal se torna um reprodutor.

Alimentação

Os cuidados com a alimentação do cavalo começam desde a prenhez da égua, com o aumento no consumo de proteína na reta final da gestação. Durante os primeiros meses de vida, o potro continua recebendo altas doses desse nutriente, para garantir que o seu desenvolvimento seja completo.

A modalidade esportiva desse cavalo atleta tem uma influência maior na nutrição do que as variações de raça. Existem duas categorias principais: a de explosão, em que está incluído o turfe, e de resistência, como a prova de enduro equestre. No caso das corridas, os equinos necessitam de mais energia para ter uma performance melhor nas pistas.

Sanidade

Para iniciar o treinamento de um cavalo de corrida de alta performance, é necessário disponibilizar condições sanitárias adequadas, que influenciam diretamente na saúde do animal. Uma boa limpeza é fundamental para impedir doenças trazidas por insetos e parasitas, que podem comprometer o seu desenvolvimento.

Já o esterco deve ser recolhido mais de uma vez ao dia, por ser um transmissor de doenças como o verme. A água consumida precisa ser tratada e os pelos devem ser escovados com frequência, para eliminar os parasitas.

A vacinação também é importante, para evitar doenças e prejuízo ao criador. Não há um programa padronizado de prevenção dos equinos — deve-se consultar um médico veterinário e planejar as suas necessidades. Algumas vacinas são obrigatórias, como raiva, tétano e influenza.

Assim como qualquer atleta, os cavalos também passam por exames antidoping antes e depois das competições, para evitar o uso de substâncias proibidas. Os criadores devem controlar com rigor os alimentos e medicamentos consumidos pelo animal para não ocorrer problemas.

Desenvolver um cavalo de corrida de alta performance é um trabalho permanente, que requer investimento não apenas financeiro, mas também de tempo. Por isso, esses animais recebem muitos cuidados para ter uma boa saúde e fazer a alegria de todos os fãs do esporte no mundo.

Quer receber mais informações sobre o turfe? Siga nosso perfil nas redes sociais (Facebook e Instagram) e não perca as notícias sobre os páreos e as apostas nas corridas.



Compartilhe com seus amigos