O alto nível do Haras Doce Vale

Muitos dizem que o raio não cai duas vezes no mesmo lugar, mas no plantel do Haras Doce Vale ele caiu  mais do que duas vezes. E no bom sentido da palavra. Afinal, a bonita e tradicional farda do Sr. Alfredo Grumser segue com suas estrelas em alta no Hipódromo da Gávea.

A farda do Haras Doce Vale tem uma bonita história no turfe nacional, mas falando somente dos últimos anos, ela venceu o Grande Prêmio Brasil (GI) em 2016, com My Cherie Amour, em uma linda atropelada, passando um a um dos competidores. Vale ressaltar que ele estava inscrito na preparatória do GP Brasil de 2016, no Grande Prêmio Daoutor Frontin (GII), mas foi retirado no alinhamento, pois não entrou no box. Com isso, acabou correndo o GP Brasil sem nunca ter disputado uma prova nos 2400 metros.

Em 2017 foi a vez da rainha No Regrets que encantou a todos se tornando tríplice coroada no Hipódromo da Gávea, vencendo as três etapas, com boa margem em relação às demais competidoras. O Grande Prêmio Henrique Possolo (GI), 1600 metros , o Grande Prêmio Diana (GI), 2000 metros e o Grande Prêmio Zélia Gonzaga Peixoto de Castro (GI), 2400 metros.

O ano de 2018 não deve ser diferente. Em uma inscrição arrojada do competentíssimo treinador Venâncio Nahid, que é peça fundamental para essas conquistas, juntamente com sua equipe, formada por inúmeros colaboradores bem preparados, acertou em cheio. Colocou a estreante Pineapple Pie que logo de cara, encarou a líder da geração Bay Ovar, no Grande Prêmio Luiz Fernando Cirne Lima (GIII). Venceu e convenceu, mostrando que sua história pode ser de muitas vitórias .

E nesse último fim de semana, a Platine manteve o bom padrão de corridas dos animais do Haras Doce Vale, vencendo o Grande Prêmio Adayr Eyras de Araújo (GIII) e se mantendo invicta, porque logo que iniciou nas pistas, já havia conquistado, no início de abril, um páreo de turma.

Vamos acompanhar a vitória de mais esse bom nome do Haras Doce Vale:

Não podemos deixar de elogiar o jóquei W.S Cardoso que tem direções muito boas, rigor, ótimo percurso, cálculo de corrida e montando para o Haras Doce Vale, mostra ainda mais raça. Parece que a farda é a sua segunda pele. Para ilustrar o que falamos, vale a pena ver a imagem abaixo:

Vamos seguir acompanhando os craques na pista!!!

Texto: Diego Guedes

Fotos: Internet

Compartilhe com seus amigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *