Entenda como funciona a alimentação de cavalos atletas

Entenda como funciona a alimentação de cavalos atletas

Além do preparo físico conquistado ao longo de várias atividades dia após dia, da genética favorável, de bons cuidados com especialistas e de treinamentos diversos, a alimentação de cavalos tem um papel preponderante na performance durante as corridas.

Isso porque é um aspecto fundamental na formação de um atleta desde os primeiros anos de vida até a fase adulta, quando um puro sangue inglês atinge o ápice de sucesso nos páreos.

A parte nutricional auxilia ainda no fortalecimento dos músculos, evitando as tão temidas lesões. Afinal, uma determinada deficiência pode influenciar imensamente no rendimento, fazendo com que, até mesmo, a respiração do animal seja afetada negativamente.

Além disso, o sistema circulatório também necessita de muitos nutrientes para funcionar adequadamente, principalmente nos momentos em que são necessárias explosões nas disparadas.

Com o objetivo de informá-lo sobre a alimentação de cavalos atletas, elaboramos este post com os principais detalhes sobre o tema. Assim, você não terá mais dúvidas quando ficar boquiaberto com o desempenho de determinado animal que sempre está no pódio.

Entenda como funciona a alimentação de cavalos

Como são cavalos atletas, a alimentação dos animais que atuam nos hipódromos se diferencia daqueles que são criados em propriedades rurais, com outros fins.

A primeira diferença é que sempre existe um médico veterinário responsável, que avalia as melhores opções baseadas em grãos, volumosos e suplementos que não sejam proibidos. Afinal, o esporte conta com exames antidoping, ou seja, a disciplina é essencial para formar grandes campeões.

No caso dos grãos, eles se resumem a aveia, milho, farelo de soja com proteína e ração específica. Já os volumosos são o capim, o feno e a cevada.

Segundo os especialistas, a alimentação de cavalos necessita de água, hidratos de carbono, óleos e gorduras, fibras, proteínas, minerais e vitaminas. Ficou sem entender muito? Então, vamos aos detalhes.

Hidratos de carbono

Os hidratos de carbono estão presentes nos amidos em geral, nos cereais, nos melaços e nas ervas frescas e, ainda, em alguns componentes das fibras.

Fibras

Extremamente importantes na dieta de cavalos, as fibras encontram-se em quase todos os alimentos, como no feno, farelo e aveia. Trata-se de um grupo que integra o dia a dia dos animais atletas.

Vitaminas

As principais vitaminas que os cavalos necessitam são A, D, E, K e do complexo B. Dessa maneira, pequenas quantidades devem ser ministradas diariamente para manter o equilíbrio nutricional.

Vale ressaltar que alimentos à base de feno são fracos em vitaminas, enquanto os verdes são fontes que sempre auxiliam no fortalecimento vitamínico.

Veja a importância da quantidade ideal de alimentos para cavalos atletas

Ao contrário dos cavalos criados com fins recreativos, os de corrida devem consumir uma quantidade de alimentos de acordo com o peso e intensidade de trabalho, ou seja, das atividades físicas impostas na rotina de treinamentos e competições.

Geralmente, a alimentação diária é composta de 2% a 3% do peso do animal. Dessa porcentagem, a metade deve ser de concentrados, como rações balanceadas e mistura de grãos de cereais.

Já a outra é de volumosos a base de feno de gramínea ou alfafa. Além disso, os níveis de nutrientes devem sempre estar adequados. Eis a necessidade da presença de profissionais especializados, como médicos veterinários ou zootecnistas.

A alimentação também deve seguir uma rotina com horários específicos para o fornecimento, valorizando sempre a fisiologia digestiva, respeitando os horários dos exercícios e, ainda, a disponibilidade dos funcionários de cada hipódromo.

Fique atento aos cuidados que devem ser colocados em prática

Sabendo-se que os cavalos de corrida precisam de muita energia, a alimentação deve ser concentrada em um alto valor nutricional e seguir cuidados comparados a de um atleta humano de alta performance.

Quem compete em Olimpíadas ou na Copa do Mundo de futebol não tem um cardápio especial, inclusive com inúmeras restrições quanto aos medicamentos?

O mesmo vale para os animais que buscam o melhor tempo nos páreos. Eles também recebem doses de suplementos e rações atualizadas em pesquisas que garantem mais qualidade nutricional.

No entanto, os criadores adotam uma série de medidas para evitar problemas tanto digestivos, quanto relacionados às regras do esporte. Assim, a alimentação de cavalos é feita por meio de vários estudos que demonstram a eficácia de certas atitudes.

Dessa maneira, é orientado aos funcionários que não adicionem nada na ração balanceada. Isso porque ela já vem com todos os nutrientes necessários, como minerais. Também é inadequado misturar alimento concentrado com volumoso: a orientação é que o criador ou funcionário não forneça capim e ração. É um ou outro em cada momento.

Os alimentos industrializados devem ser adquiridos por meio de prescrição médica e os bebedouros precisam contar com água limpa. Caso ocorram erros, certamente o cavalo vai sofrer com cólicas, gerando prejuízos e, até mesmo, ausências em competições. Por isso, as orientações dos veterinários e outros técnicos devem sempre ser seguidas à risca.

Conheça como é a alimentação de cavalos antes e após corrida

Em dias de provas, os cavalos recebem um tratamento ainda mais especial. Além de todas as preocupações estéticas e fisiológicas, a parte nutricional também deve ser priorizada.

Nesse campo, os especialistas afirmam que o ideal é destinar feno de qualidade oito horas antes das corridas, para o animal extrair os valores energéticos do alimento.

Ao longo do dia, os treinadores devem ministrar pequenas quantidades, sempre com água fresca. Afinal, o cavalo precisa estar disposto para se sair bem no páreo. Nada de alimentos pesados!

Após o término da competição, a dica é utilizar uma ração fortalecida em nutrientes, para repor o estoque de energia perdido e, também, água.

Assim, os animais sempre estarão com a saúde em dia, aumentando as chances de quem aposta em suas performances.

Saiba como deve ser a alimentação na fase de crescimento do cavalo

Um campeão não é formado apenas pela genética. Potros promissores já recebem uma alimentação balanceada com foco no sucesso dentro do mundo do turfe.

Aliás, a preocupação nutricional já acontece quando a égua está prenha. Na fase da gestação, são aumentadas as doses de proteína, visando o crescimento do animal que ainda nem nasceu.

Ao longo da doma do cavalo, ocorre a queda na proporção de proteína, dando mais espaço para ração, com foco na absorção de energia.

Como você pôde ver, a alimentação de cavalos de corrida é um aspecto que necessita de vários cuidados, sempre com a supervisão de um médico veterinário. Por isso, ao ver um campeão se destacando nas pistas, saiba que houve um grande esforço de inúmeros profissionais, inclusive, fazendo com que a qualidade de vida do animal seja sempre respeitada!

Gostou do nosso post? Quer ficar sempre atualizado sobre o mundo do turfe? Então, assine agora mesmo a nossa newsletter!



Compartilhe com seus amigos