Veja quais são as 5 maiores corridas de cavalo no Estados Unidos

Veja quais são as 5 maiores corridas de cavalo no Estados Unidos

A corrida de cavalo no Estados Unidos está entre os esportes de maior tradição no país. É em solo norte-americano que ocorrem alguns dos principais eventos mundiais, como a Breeders’ Cup e o Kentucky Derby, e as premiações milionárias movimentam todo um mercado de criação, treinamento e competição dos equinos.

Neste post, você conhecerá um pouco mais sobre o turfe no Estados Unidos e mais informações sobre os eventos principais. Continue a leitura!

Qual a popularidade do turfe no Estados Unidos?

O Estados Unidos é um dos países com maior tradição nas corridas de cavalo. A primeira prova ocorreu ainda no período colonial, em 1665, mesmo ano em que o primeiro hipódromo, Long Island (Nova Iorque), foi construído. Desde então, o esporte atrai a atenção dos fãs e dos apostadores, que buscam lucrar com as competições.

A introdução do rateio, em vez das cotações fixas, garantiu um incentivo importante para o crescimento do esporte durante o século XX. Muitos estados proibiram as apostas nessa época, mas a nova forma de calcular as premiações devolveu relevância à indústria do turfe, que hoje é gigante no país norte-americano.

Ao contrário do Brasil, onde existem quatro hipódromos principais, os Estados Unidos têm um grande número de locais de competição. Alguns estados, como Nova Iorque, têm até seis em seu território, o que aumenta o número de páreos e eventos importantes. Anualmente, a Breeders’ Cup oferece milhões de dólares aos vencedores das suas corridas principais.

A Tríplice Coroa Americana é uma das maiores honrarias do turfe mundial. São três provas disputadas em um intervalo de um mês (Kentucky Derby, The Preakness Stakes e Belmont Stakes), com distância e pistas diferentes. Até hoje, somente 13 cavalos conquistaram esse título — o último foi Justify, treinado por Bob Baffert, em 2018.

Quais as principais corridas de cavalo no Estados Unidos?

Separamos as cinco principais competições de turfe do país. Confira!

1. Pegasus World Cup

Ao contrário das outras competições da lista, o Pegasus World Cup é um evento recente, inaugurado em 2017. Disputado no Gulfstream Park, um dos hipódromos mais conhecidos do Estados Unidos e sediado na Flórida, esse páreo tem uma bolsa milionária — o vencedor da edição de 2019, em 26 de janeiro, ganhará 9 milhões de dólares.

A corrida tem a distância de 1800m e seus participantes são PSI de quatro anos ou mais. Os dois vencedores da prova foram Arrogate (2017) e Gun Runner (2018). Este último se despediu das pistas depois do feito e ainda levou o prêmio de cavalo do ano, com cinco vitórias em seis disputas.

2. Kentucky Derby

O Kentucky Derby é a primeira prova da Tríplice Coroa Americana. É realizada tradicionalmente no início de maio, com um páreo de PSI de três anos em uma distância de 2 km. O hipódromo de Churchill Downs, na cidade de Louisville, Kentucky, é a sede oficial do evento.

Essa competição tem o apelido de “Run for the Roses” (Corrida pelas Rosas, em português) por conta da coroa de flores que os vencedores recebem no pódio. Sua importância é tão grande que um filme com o mesmo nome foi lançado em 1977, em que um jóquei disputa o Kentucky Derby com um cavalo que passou por uma cirurgia.

O último campeão foi Justify, que terminou o ano de 2018 tríplice coroado. Outro cavalo que conquistou essa honraria, Secretariat, detém o recorde de menor tempo na pista, com 1 minuto e 59,4 segundos, em 1973. No último ano, mais de 157 mil pessoas assistiram ao evento — o recorde são os 170.513 espectadores de 2015.

3. Preakness Stakes

A Preakness Stakes é a segunda prova da Tríplice Coroa e é que tem a menor distância (1900m). É realizada no terceiro sábado de maio no Pimlico Race Course, em Baltimore, Maryland, apenas duas semanas depois do Kentucky Derby. Esse é um dos motivos que explica a dificuldade para vencer esses páreos em sequência.

A primeira edição desse páreo ocorreu em 1873 e, atualmente, é um dos eventos mais importantes do estado. Apesar da sua tradição, o hipódromo de Baltimore não é moderno, o que pode comprometer a realização do Preakness Stakes na cidade depois de 2019, quando a corrida será no dia 16 de maio.

Treinador dos dois últimos tríplice coroados, Bob Baffert tem sete vitórias nesse palco. Outro destaque é o jóquei Victor Espinoza, que já venceu a competição três vezes — uma delas em 2015, com American Pharoah, que conquistou essa honraria pela primeira vez depois de 37 anos.

4. Belmont Stakes

Cinco semanas depois do Kentucky Derby e três semanas depois do Preakness Stakes, o equino que conquistou a vitória nesses páreos tem a chance de ganhar a Tríplice Coroa no Belmont Stakes. Sediado no Belmont Park, em Nova Iorque, esse evento tem 151 anos de história e é o mais longo da série (2400m).

O Belmont Stakes está entre as competições de turfe que recebem mais público nos Estados Unidos, mas perde para as outras duas nos números. Em 2018, 90.327 pessoas estiveram no hipódromo para acompanhar a disputa. Justify, que venceu a prova, levou uma bolsa de 800 mil dólares para casa.

Uma curiosidade dessa competição é que, em 1993, Julie Krone se tornou a primeira joqueta a ganhar uma prova dessa série, com Colonial Affair. Outro detalhe é que 23 cavalos já chegaram a esse páreo com a chance de serem tríplice coroados, mas falharam no fim. Oito deles terminaram a prova em segundo.

5. Breeders’ Cup

Além das provas da Tríplice Coroa, a Breeders’ Cup é o outro evento que figura entre os principais do Estados Unidos. Criado em 1984, é realizado em dois dias desde 2007 e tem a diferença de não ter um local fixo — em 2018, Churchill Downs, palco do Kentucky Derby, recebeu a disputa.

A égua Enable, bicampeã do Prix de l’Arc de Triomphe, a maior competição de cavalos da França, venceu a Breeders’ Cup na categoria Turf em 2018. Um destaque é que esse páreo é disputado pelo vencedor do Grande Prêmio Brasil do mesmo ano, que garante uma classificação direta para o EUA.

Em termos de bolsa, essa é a prova mais rica do país. O campeão da categoria Classic, em 2018, faturou 6 milhões de dólares. Essa premiação só perde para a Dubai World Cup, que, em 2019, pagará o dobro ao vencedor. A prova principal é transmitida em televisão aberta, o que demonstra a importância da competição para o povo americano.

Vencer uma dessas corridas de cavalo no Estados Unidos é um feito que move todos os criadores, treinadores e jóqueis. Essas competições estão entre as mais conhecidas e oferecem premiações milionárias, além de estarem no calendário das apostas no turfe, o que também possibilita aos fãs do esporte ganharem um dinheiro extra.

E aí, gostou deste artigo? Você pode compartilhá-lo nas suas redes sociais e demonstrar a sua paixão pelo turfe!



Compartilhe com seus amigos