Danzig, um chefe de raça

Conheçam a história do craque Danzig.
Criado no Pennsylvania, ele foi comprado no leilão de potros Saratoga Yearling Sale em 1978, por 310 mil dólares por Henryk de Kwiatkowski. Um dos filhos mais importantes de Northern Dancer, Danzig deixou um legado na reprodução, de 1991 à 1993, foi o líder dos reprodutores dos EUA.
Ele produziu 188 vencedores de corridas pelo mundo, seus produtos somaram mais de 100 milhões de dólares. Nos Estados Unidos, seus destaques foram: Hard Spun, Chief’s Crown, Lure, Pine Bluff, Green Desert e War Chant. Teve também Danehill, que nasceu nos EUA mas fez campanha na Europa, e se tornou um dos melhores reprodutores do mundo da atualidade, sendo campeão de estatísticas na Austrália, na Irlanda e na França. Entre os nascidos no Canadá e que fizeram campanha nos EUA, destaque para: Dance Smartly e Langfuhr, esse que produziu o tríplice coroado canadense Wando. Já na Europa teve bons filhos como: Dayjur e Anabaa.
Dayjur, produziu Eyjur que fez campanha no Brasil, onde venceu seis de suas oito atuações, sendo invicto na pista de grama. De suas vitórias, destaque para o GP Presidente da República (G1). Além de Dayjur, quem brilhou no Brasil com um reprodutor descendente de Danzig, foi o Inglês Burooj, que também foi um excelente pai deixando ótimos produtos, como o vencedor do Latino Americano 2009, Hot Six. Recentemente, o Haras San Francesco, trouxe um neto de Danzig para servir no Brasil, o animal War Secretary, cavalo da Coolmore que correu 5 vezes e venceu em 2 oportunidades.
Nas pistas, Danzig correu 3 vezes e venceu firme em todas as oportunidades, sempre impressionando positivamente mas, por um problema no joelho, acabou deixando as pistas de forma precoce.
Abaixo veja suas três vitórias nos EUA.

Texto : Lucas Eller
Foto: Internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *