Athena e Catholic Boy vencem em Belmont Park

O turfe norte americano estava com suas atenções voltadas para o hipódromo de Belmont Park, no último sábado, 7 de julho.  A programação estava excelente, com cinco provas clássicas, e algumas classificatórias para a Breeeder’s Cup de 2018.

O Belmont Oaks Invitational (GI), na distância dos 2000 metros, pista de grama, era uma das principais atrações, com bolsa de 1 milhão de dólares e valendo classificação antecipada para a Breeder’s Cup Turf Mare.  O campo era bastante qualificado, com a presença de éguas européias, e a pedra mostrava um ligeiro favoritismo para Toinette (Scat Daddy e I bet Toni Knows, por Sunriver), montada por Flavien Prat. Com um desenrolar bastante disputado, La Signare puxou o ritmo da prova, acompanhada de perto por Significant Form e Toinette, as duas favoritas. Na curva, as éguas se agruparam e dominaram a ponteira, qdo surgiu do fundo do lote a irlandesa Athena, que atropelou de forma fulminante e venceu com facilidade.  Thewayiam, em ótimo percurso, passou pra segundo e a estreante francesa Chipolata, passou para terceiro em cima do disco.

Athena (Camelot e Cherry Hinton, por Beat Hollow), que pertence à incrível sociedade da Coolmore, de Derrick Smith, John Magnier e Michael Tabor, alcançou a sua segunda vitória em dez atuações e teve seu batismo clássico em uma prova de G1. Apresentada pelo brilhante treinador Aidan O´Brien, foi conduzida pelo jóquei oficial da coudelaria, Ryan Moore.

Em seguida, foi disputada a prova de maior premiação da tarde, o Belmont Derby Invitational, com 1,2 milhões de dólares de bolsa, também em 2000 metros, pista de grama, versão dos machos. Com nove competidores inscritos, tinha My Boy Jack, quinto colocado para Justify, no Kentucky Derby, e já ganhador clássico em pista de grama. O que foi visto, foi novamente um mano a mano entre Analyze It e Catholic Boy, que haviam protagonizado um desfecho eletrizante no início de junho, na disputa do Pennine Ridge Stakes, também em Belmont, e o mais curioso, é que o final foi exatamente igual. Após o jóquei José Ortiz fazer a partida, Analyze it dominou a prova e parecia o vencedor, mas acionado por Javier Castellano, Catholic Boy acelerou e voltou a vencer por pequena diferença, em mais um final de tirar o fôlego. Hunting Horn, outro pupilo da Coolmore, finalizou em um ótimo terceiro.

Essa foi a quinta vitória de Catholic Boy em sete corridas, a quarta do calendário clássico e a primeira de GI. Filho de More than Ready e Song of Bernadette, por Bernardini, Catholic Boy é treinado por Jonathan Thomas e pertence a Robert LaPenta.

Texto: André Rodrigues

Fotos: internet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *